PAÍS: world
IDIOMA:
PAÍS:
Home voltar para home

Gestão de RH - 03/08/2022

Do home office ao presencial: como fazer reintegração ao ambiente de trabalho

Você já se perguntou se os colaboradores contratados durante o home office se sentem confortáveis com a volta do trabalho presencial? A reintegração ao ambiente de trabalho pode ser um caminho simples e acolhedor para todos.

 

A crise sanitária que assolou o mundo nos últimos anos mudou diversos sistemas sociais nos quais estávamos acostumados, um deles foi o sistema de trabalho. Grande parte das empresas adotou o home office ou modelo híbrido como medida protetiva, algumas se adaptaram tão bem que nunca mais voltaram ao escritório presencial, outras preferiram voltar o mais rápido possível.

 

Durante esse período, que durou em média dois anos e meio no Brasil, a contratação de novos colaboradores também precisou ser adaptada com: entrevistas por vídeo chamada, testes online e integração pela internet. No entanto, a volta para o escritório é mais desafiadora do que parece. Os contratados durante a pandemia nunca estiveram presencialmente no escritório e não conheceram a equipe e o ritmo de trabalho no modelo presencial.

 

À medida que as empresas começam a fazer a transição para o ambiente híbrido e presencial, muitos profissionais se encontram perdidos e desestabilizados. Neste momento, o setor de Recursos Humanos deve elaborar a estratégia para realizar uma reintegração ao ambiente de trabalho que seja simples, porém abrangente, e que tenha como principal objetivo acolher os colaboradores que nunca trabalharam de forma presencial.

 

Como funciona a reintegração?

 

De acordo com uma pesquisa da 18ª edição do índice de Confiança Robert Half, 48% das empresas preferem trabalho híbrido em 2022, enquanto 38% das empresas entrevistadas devem voltar ao trabalho 100% presencial. Outros dados levantados pela Unico, empresa de identificação digital, registrou um aumento de 87,9% nas contratações durante a crise sanitária dos últimos anos.

 

Os dados nos mostram que cada vez mais empresas devem aderir o trabalho híbrido ou presencial com o passar do tempo, com isso, o processo de reintegração passa a ser mais que essencial, já que, muitos colaboradores foram contratados durante o período remoto.

 

Uma forma de fazê-lo é: reúna todos os funcionários e faça apresentações, ofereça atualizações sobre políticas da empresa, códigos de vestimentas e regras de segurança. Concentre-se em tirar dúvidas e preocupações, e deixe que eles se acostumem com o ritmo do modelo presencial.

 

3 dicas para uma reintegração bem-sucedida

 

l – Elabore um programa de boas-vindas

 

Começar em um novo emprego é um processo difícil e exige paciência e adaptação de ambas as partes: colaborador e empresa. Entrar na empresa pela primeira vez, conhecer os funcionários e aprender como será o trabalho e quais sistemas você deve usar exige desempenho e desenvolvimento. Para amenizar o impacto, a maioria das empresas oferece um brinde de boas-vindas, seja um café da manhã, um presente ou até mesmo uma caixa de chocolates.

 

O mesmo pode ser aplicado nessa fase de retorno ao trabalho presencial. Os funcionários provavelmente desejam algum reconhecimento dessa experiência coletiva, juntamente com entusiasmo e encorajamento à medida que a equipe transita para esse “novo normal”.

 

Isso pode parecer desnecessário, mas pode ajudar bastante a fazer com que os retornos dos funcionários pareçam motivo de comemoração, em vez de uma expectativa de que eles retomem sem perder o ritmo.

 

ll – Descreva claramente as expectativas culturais

 

Mesmo pequenas perguntas e incertezas podem se tornar fontes significativas de estresse para novos funcionários. Acrescente o fato de que mesmo os colaboradores estabelecidos estão se recuperando de todas as mudanças do ano passado. Para evitar confusão, comunique suas expectativas de forma clara e concisa. Isso alivia o estresse e garante que todos estejam na mesma página daqui para frente. Os tópicos incluem:

 

• Informações sobre protocolos de saúde e segurança;

• Detalhes sobre o modelo híbrido com escala e organização;

• Protocolo para quando as câmeras precisam estar ligadas ou desligadas durante chamadas de vídeo;

• Planos para garantir que os trabalhadores remotos sejam tratados igualmente e tenham suas vozes ouvidas;

• Diretrizes para reuniões eficazes e produtivas;

• Expectativas para pausas e recados pessoais durante o dia de trabalho;

• Como as avaliações de desempenho serão conduzidas para garantir que todos recebam a mesma atenção e visibilidade em um ambiente de trabalho híbrido.

 

lll - Converse regularmente com a equipe

 

Um procedimento de check-in regular pode ser a parte mais crucial de qualquer processo de integração ou reintegração. Para garantir que sua equipe esteja se adaptando da melhor maneira possível, continue verificando com eles após a transição.

 

A integração efetiva dura pelo menos 90 dias, e ele vale para a readaptação de seus funcionários. Durante esses check-ins, faça perguntas como:

 

Qual é a sensação de estar de volta ao escritório (ou trabalhando no escritório pela primeira vez)?

 

• Existe alguma dúvida que você queira tirar?

• Existe algum empecilho para que você possa trabalhar remotamente?

• Você tem o que precisa para fazer seu trabalho de forma eficaz?

• Que tipo de feedback você tem recebido de seus colegas?

 

Assim como a integração de novos funcionários é uma parte crítica do processo de contratação, a reintegração fornece um suporte valioso para sua equipe. À medida que a equipe faz a transição para o modelo híbridos ou presencial, reserve um tempo para esclarecer as expectativas e responder a quaisquer perguntas que possam ter.

 

Seus funcionários podem estar todos juntos no escritório, colaborando virtualmente ou usando um modelo híbrido, uma reintegração bem planejada os ajudará a avançar como uma equipe unida.

VOLTAR